Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereadores usam a tribuna para expor suas opiniões na sessão desta terça-feira (27)

Vereadores usam a tribuna para expor suas opiniões na sessão desta terça-feira (27)

por adm publicado 27/04/2021 15h25, última modificação 27/04/2021 15h29
A Sessão na Câmara de Vereadores de Ji-Paraná na manhã desta terça-feira (27), contou com a presença de todos os parlamentares desta Cada de Leis, onde foram lidos vários projetos de Leis para serem analisados e posteriormente serem colocados para serem discutidos e votados na próxima sessão.

A Sessão na Câmara de Vereadores de Ji-Paraná na manhã desta terça-feira (27), contou com a presença de todos os parlamentares desta Cada de Leis, onde foram lidos vários projetos de Leis para serem analisados e posteriormente serem colocados para serem discutidos e votados na próxima sessão.

Na tribuna o vereador Marcelo Lemos (PSD), falou da atuação da nova titular da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), Ana Maria Santos. O vereador Marcelo pediu respeito pelo trabalho dos vereadores, em razão de não terem sido comunicados de ações que poderiam ter o apoio dos edis para a realização e ainda por terem sido excluídos da agenda, mesmo sendo atuantes, diretamente onde foram realizadas, ou seja, nas aldeias indígenas.

Em explicação à vereadora Dra. Rosana Veterinária (DEM), Marcelo Lemos lembrou que é por esse motivo que há 17 vereadores na Câmara Municipal de Ji-Paraná, por questões de representatividade e, caso não fosse assim, bastaria apenas um vereador pra cuidar de toda cidade.

O vereador Marcelo Lemos pediu que nas próximas ações não sejam os vereadores deixados de lado e que a secretária Ana Maria Santos entenda que os representantes do povo são os vereadores, e não os secretários, que são nomeados, e não eleitos pelo voto direto, como são os componentes da Câmara de Vereadores.

A vereadora Vera Márcia (PT), voltou a falar sobre o Centro de Especialidades médicas que irá  atender nos dias de segunda, quarta, quinta e sexta-feira das 7 horas as 13 horas, e somente na terça-feira irá atender das 7 horas as 17 horas. “E quando houver essas mudanças, o representante dessa pasta tem o dever de comunicar a população para não perder viagem. O Diretor deste Centro está faltando com o respeito com a população, e saúde é coisa séria, e não é aceitável que o Centro fique fechado, eu acredito que deveria funcionar pelo menos  dois dias da semana com o horário estendido até o final da tarde, haja vista, que existe uma fila de pacientes esperando para ser atendido nesse Centro. E tem mais o Centro de Especialidades Médicas precisa com urgência de uma linha de telefone para que as pessoas ligar para obter informações”, disse Vera Márcia.

Fazendo um esclarecimento, o vereador Lorenil Gomes (PSDB) falou que há alguns enfrentamentos desnecessários, mas que o diálogo é sempre melhor. O vereador citou que no passado já houve secretários que não recebiam vereadores, o que só prejudicou a todos. Lorenil disse acreditar que haverá uma reformulação no secretariado em Ji-Paraná e que a Semas é uma dessas. Falou que no atendimento às tribos indígenas até mesmo a FUNAI poderia fazer, mas a Secretária da SEMAS, Ana Maria Santos, tem feito o trabalho de levar cestas básicas, sem ao menos lembrar da Câmara de Vereadores, mas ela tem que saber que é preciso respeito entre todos os poderes.

Lorenil reforçou que tem que trabalhar junto a todos para levar esperança dignidade e dias melhores para toda população e que, como tem filhos e netos em Ji-Paraná, fará tudo que puder por esta cidade e que jamais vai mudar o rumo da caminhada, mesmo que muitas vezes sinta a ingratidão de pessoas que, muitas vezes, já tenha ajudado no passado.

Na tribuna o vereador Elvis Gomes (Republicanbos), lamentou que a Câmara de vereadores não está recebendo nenhum convite das ações da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), um deles foi a entrega dos Kits Mamãe Cheguei uma parceria da Prefeitura com Governo do Estado e com o deputado Estadual Jhony Paixão, e os vereadores de Ji-Paraná não receberam nenhum convite para estar acompanhando essas ações.  O vereador disse ainda que a Câmara não vai aceitar secretário estrela, e que foram designados a trabalhar em prol do povo.

O vereador Bruno Carvalho (SD) fez um alerta ao poder Executivo municipal para que a instalação de uma unidade dos Bombeiros na sede do próprio Hospital saia do papel. O vereador diz que é preciso dar mais segurança a trabalhadores e pacientes do Hospital Municipal. “Hoje não há projeto de combate a incêndio e isso está só no papel”, disse Bruno Carvalho.

Para ele, não se pode deixar que aconteça uma tragédia para que as coisas que estão no papel possam ser levadas adiante e que já acionou o Ministério Público sobre esse assunto, mas até agora não foi feito nada. Lembrou que a instalação do Hospital Municipal em 14 de janeiro deste ano já pegou fogo, o que poderia ter sido trágico.

Outro assunto foi a coleta de lixo, na qual o vereador Bruno Carvalho pediu que a licitação seja acompanhada por todos os vereadores, e essa licitação já causou muitos problemas em administrações passadas. Falou ainda que sempre houve contratos emergenciais, mas que é preciso uma licitação transparente, com o acompanhamento de todos os vereadores de Ji-Paraná.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Portal do Servidor

Transparência